Notícias

Esporte Vôlei Feminino

Mais uma!

Líder isolado da Superliga, Itambé/Minas mantém invencibilidade de 16 jogos

O Itambé/Minas venceu mais uma na Superliga Feminina Banco do Brasil 2020/21. Com autoridade, o time mineiro passou por cima do São José dos Pinhais, que, em certos momentos, equilibrou o jogo, mas, na hora de decidir, quem levou a melhor foi a equipe minastenista, que fez 3 sets a 0, na noite dessa sexta-feira, na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte (MG). As parciais da partida foram: 25/22, 25/21 e 25/17 O triunfo, válido pela oitava rodada do segundo turno, manteve o Itambé/Minas na liderança isolada da competição, agora, com 54 pontos em 19 jogos (18 vitórias).

Júlia anotou 11 pontos e foi eleita a melhor jogadora em quadra (Foto: Orlando Bento/MTC)Júlia anotou 11 pontos e foi eleita a melhor jogadora em quadra (Foto: Orlando Bento/MTC)
A oposta Danielle Cuttino foi a maior pontuadora do jogo, com 13 pontos. A jovem central Júlia Kudiess, que substituiu Thaisa, fez 11 pontos e levou o troféu Viva Vôlei por ter sido eleita a melhor jogadora em quadra. Além delas, as ponteiras Pri Daroit e Kasiely marcaram nove pontos cada e também foram fundamentais para a 16ª vitória seguida da equipe mineira na temporada.

Na próxima rodada, o Itambé/Minas vai ao Rio de Janeiro (RJ), onde enfrenta o Sesc-RJ/Flamengo, pela nona rodada do segundo turno. A partida será às 19h, no Ginásio Hélio Maurício, e será transmitida pelo Sportv2.

O técnico Nicola Negro precisou escalar um time alternativo na noite dessa sexta-feira, já que ele não pode contar com a dupla de centrais titulares. Lara Nobre entrou no lugar de Carol Gattaz, ainda afastada após testar positivo para Covid-19, e a jovem Júlia Kudiess, de 18 anos, formada na base do Minas, substituiu a bicampeã olímpica Thaisa, que sentiu um incômodo na panturrilha e foi poupada. Na ponta, Kasiely se manteve no lugar de Megan Easy, que também foi poupada.

A central Júlia Kudiess falou sobre a responsabilidade de substituir a bicampeã olímpica e disse que está feliz em ter contribuído para a vitória. “Substituir Thaisa é uma responsabilidade muito grande. Ela me ajuda muito e sempre me apoia bastante. Ter a oportunidade de jogar ao lado das melhores jogadoras do Brasil me deixa muito feliz. Treino forte para melhor a cada dia, sei que ainda há muitas muitas coisas para serem trabalhadas, mas estarei sempre pronta para ajudar a minha equipe. Estou muito feliz por hoje”, comemora a jovem minastenista.

Com as mudanças no time, o jogo acabou sendo um pouco mais difícil do que se previa. O time paranaense fez um primeiro set bem equilibrado, mas, na hora de decidir, quem levou a melhor foram as donas da casa, que fizeram 25/22. O São José dos Pinhais começou o segundo set com força total e chegou a liderar o placar em certos momentos. No entanto, a força do time esgotou e, mais uma vez, na reta final prevaleceu o domínio do Itambé/Minas, que fez 2 sets a 0: 25/21. Já abatido, no terceiro set, o time adversário não resistiu à força do líder da Superliga, que mostrou o motivo de estar há 16 jogos sem perder na temporada. Com muita força de ataque e consistência na defesa, o Itambé/Minas colocou a bola no chão adversário e fechou o duelo: 25/17.

Ficha técnica
Itambé/Minas: Macrís, Danielle Cuttino, Pri Daroit, Kasiely, Júlia Kudiess, Lara Nobre e Léia (líbero). Entraram: Camila Mesquita, Pri Heldes, Luanna e Luiza. Técnico: Nicola Negro.

São José dos Pinhais: Larissa, Letícia Bonardi, Gabi, Talía, Maria Alejandra, Carla e Júlia (líbero). Entraram: Natália, Thayna, Dani Suco e Rayana. Técnico: Durval Nunes.

Árbitros: Nicodemos Vargas e Neilor de Souza, ambos de Minas Gerais.

Superliga Feminina - Segundo turno
5/1 – Itambé/Minas (3 x 0) São Caetano – Arena MTC (25/11, 25/15 e 25/14)
12/1 – Pinheiros (1 x 3) Itambé/Minas – São Paulo (SP) – (23/25, 14/25, 25/19 e 20/25)
26/1 – Itambé/Minas (3 x 0) São Paulo FC/Barueri – Arena MTC – (25/20, 25/17 e 25/20)
3/2 - 19h - Fluminense (3 x 0) Itambé/Minas – Rio de Janeiro (RJ) – (25/15, 25/20 e 25/19)
9/2 – Osasco São Cristóvão Saúde (0 x 3) Itambé/Minas – (25/20, 25/19 e 25/22)
13/2 – Itambé/Minas (3 x 1) Sesi Vôlei Bauru – 25/17, 25/21, 24/26 e 26/24)
16/2 – Itambé/Minas (3 x 0) Curitiba Vôlei – Arena MTC – (25/14, 25/21 e 25/17)
19/2 – Itambé/Minas (3 x 0) São José dos Pinhais/AIEL – Arena MTC – (25/22, 25/21 e 25/17)
23/2 – 19h – Sesc-RJ/Flamengo x Itambé/Minas – Rio de Janeiro (RJ) – Sportv
26/2 – 21h30 – Itambé/Minas x Dentil/Praia Clube – Arena MTC – Sportv
5/3 – 21h30 – Brasília Vôlei x Itambé/Minas – Brasília (DF) – Canal Vôlei Brasil

O Campeonato Brasileiro Interclubes de Vôlei – Superliga Feminina Banco do Brasil faz parte do rol de Campeonatos Brasileiros Interclubes em que parte dos atletas dos Clubes integrados ao Comitê Brasileiro de Clubes – CBC tem as despesas de hospedagem e transporte aéreo custeadas com recursos públicos geridos por esta fonte.

Patrocinador: Itambé
Patrocinador: Melitta
Patrocinador: Axial
Fornecedor de Material Esportivo: Icone

Siga as redes sociais oficiais do Vôlei do Minas:
Facebook: /mtcvolei
Instagram: @mtcvolei

Fotos: Orlando Bento/MTC


Esse site armazena dados (como cookies), o que permite que determinadas funcionalidades (como análises e personalização) funcionem apropriadamente. Clique aqui e saiba mais!