Valeu, time!

Fiat/Minas perde para o Sesc-RJ e se despede da Superliga 2018/19

Valeu, time!


Fotos: Orlando Bento/MTC

A Superliga Cimed Masculina 2018/19 chegou ao fim para o Fiat/Minas. O time minastenista lutou, mas acabou derrotado pelo Sesc-RJ, por 3 sets a 0 (25/19, 25/19 e 25/22), no segundo jogo das quartas de final, e se despediu da competição nacional, já que havia perdido também o primeiro duelo por 3 a 1. A partida foi realizada na Arena MTC, e o ponteiro Maurício Borges levou o Troféu Viva Vôlei, de melhor jogador em quadra. Na fase de classificação, o jovem time minastenista fez boa campanha, lutou com os favoritos ao título para estar entre os quatro melhores e terminou em quinto lugar.

Muito emocionado, o central Flávio lamentou a despedida da equipe da Superliga. “Esse momento é muito difícil, porque nossa equipe se despede da temporada e da Superliga. E a gente se despede do que a gente ama fazer. Eu fico emocionado, porque abrimos mão de muita coisa para fazer valer a pena e, hoje, infelizmente, não conseguimos e estamos nos despedindo. Difícil fazer uma análise agora, eu fico com o coração na mão mesmo, porque isso tudo aqui é a nossa vida”.

O capitão e levantador Marlon analisou a partida e destacou que foi uma temporada de aprendizado para o time. “A equipe de lá esteve muito bem equilibrada em todos os fundamentos e o sistema ofensivo deles funcionou bem com o Wallace. Nossa equipe pecou um pouco, como tem pecado nas grandes partidas, em momentos decisivos. E eles abriram sempre no fim do set, quando a gente deixava a desejar no ataque ou em uma sequência de saque. Fica o aprendizado, é uma baita experiência para esse time jovem. Para mim, foi uma temporada de muito amadurecimento, graças ao Nery (técnico), que faz um trabalho incrível. Acredito que foi de grande valia para a equipe esse confronto. Na temporada, tivemos resultados bem importantes”, afirmou.

Levantador Marlon destacou o aprendizado para o time na temporadaLevantador Marlon destacou o aprendizado para o time na temporada

O jogo
Nos primeiros instantes da partida, as equipes trocaram pontos em quadra. Pelo Fiat/Minas, Marlon trabalhou bem com Flávio nas bolas pelo meio, enquanto pelo Sesc-RJ o oposto Wallace foi o destaque. Com bom aproveitamento no bloqueio, o time carioca passou à frente no placar. Pelo Fiat/Minas, alguns erros de ataque complicaram ainda mais a equipe. No fim, vitória do Sesc-RJ por 25 a 19.  

Embalado, o Sesc-RJ voltou melhor para o segundo set. O time visitante abriu vantagem ainda no início da parcial. O Fiat/Minas reagiu e chegou a encostar no placar. Mas, os cariocas não se abateram e retomaram o controle do jogo. Thiaguinho distribuiu bem as jogadas com os seus atacantes, e o Sesc-RJ fez novamente 25 a 19, abrindo 2 a 0 na partida.

Precisando da vitória, o Fiat/Minas começou bem o terceiro set. Em uma sequência de bloqueios em Wallace, o time minastenista assumiu a liderança do placar. No embalo da torcida, a equipe equilibrou forças com o Sesc-RJ e a partida ficou emocionante. A cada ponto, muita vibração em quadra. O jogo seguiu bem disputado até os instantes finais, quando o ataque do Sesc-RJ explorou bem o bloqueio e abriu vantagem. No fim, no ataque de Maurício Borges, o time carioca fechou o set em 25 a 22 e a partida em 3 a 0.

Ficha técnica

Fiat/Minas: Marlon, Felipe Roque, Honorato, Bob Dvoranen, Flávio, Matheus Bispo e Maique (líbero). Entraram: Rogerinho, Davy, Carísio e Piá. Técnico: Nery Tambeiro.

Sesc-RJ: Thiaguinho, Wallace, Japa, Maurício Borges, Tiago Barth e Maurício Souza. Entraram: Alexandre, PV e Djalma. Técnico: Giovane Gávio.

Árbitros: Jediel Carvalho (SP) e Andreza Nogueira (MG).

Quartas de final – Superliga 2018/19

23/3 – Sesc-RJ (3 x 1) Fiat/Minas – Rio de Janeiro – (26/24, 20/25, 28/26 e 25/22)
27/3 – Fiat/Minas (0 x 3) Sesc-RJ – Arena MTC – (19/25, 19/25 e 22/25)

Patrocinador: Fiat
Patrocinador: Newton Paiva
Patrocinador: Hermes Pardini
Fornecedor de Material Esportivo: Rainha 

Siga as redes sociais oficiais do Vôlei do Minas:
Facebook: /mtcvolei
Instagram: @mtcvolei