Começou

Flávio Espiga comanda primeiro treino com bola do basquete



Nesta sexta, Flávio Espiga orientou equipe do Minas em treino com bola (Foto: Orlando Bento / Minas Tênis Clube)Flávio Espiga orienta equipe do Minas em treino com bola (Foto: Orlando Bento / Minas Tênis Clube)

As avaliações médicas do elenco do basquete minastenista estão concluídas. Assim, a equipe está liberada para as primeiras atividades com bola da temporada e com supervisão do técnico Flávio Espiga. Na manhã desta sexta-feira (4/8), os jogadores estiveram na Arena Minas Tênis Clube. Segundo Espiga, que chegou para comandar a equipe na temporada 2017/18, o treino não foi apenas tático. A parte física dos atletas também foi trabalhada, sempre com o comando de Paulo Alberto de Paula, preparador físico do Minas.

Com a presença de alguns jovens atletas da base do Clube, Espiga começou a apresentar os conceitos que abordará na busca pelo inédito título do Novo Basquete Brasil (NBB). “Tínhamos uma hora e meia de quadra, e o trabalho era de uma uma hora de quinze minutos, com bastante volume, pela época atual de treino. Estamos ainda no começo. Não vou atrapalhar a parte da preparação física. Temos que estar juntos. Como tínhamos um pouco mais de tempo, comecei a colocar algumas coisas. Nem todos os jogadores estão aí, mas os meninos mais jovens participaram, e é sempre bom para eles. Foi mais uma introdução. Mais para frente, vou começar a colocar alguns conceitos, a maneira que trabalho”, comentou.

Da quadra para a academia

Após a atividade com bola na Arena Minas Tênis Clube, os jogadores foram até a academia dos atletas, no Minas I. Segundo Paulo Alberto de Paula, a ideia nos primeiros dias de trabalho é preparar o corpo dos atletas para treinos mais intensos e fortes, que começam nas próximas semanas. O preparador físico também elogiou o desempenho de um dos reforços que chegaram para a temporada 2017/18. “Nesta primeira semana de academia, faço com os jogadores repetições mais longas, de três a quatro séries, justamente para ter adaptação de tendão, cartilagem, e prepará-los para receber mais cargas, que vão entrar depois. A exceção é o Audrei, que já trabalhava mais pesado nas últimas dez semanas e está um passo à frente em relação aos outros atletas. Isso me surpreendeu, mas de forma positiva. Confio nele, porque já trabalhei com ele e sei o jeito que ele é. Quando ele chegou e me falou, até fiz um teste, mas vi que está bem. O Adriano “Big” e o Wesley trabalhavam normalmente, não estão mais na fase de adaptação. Os únicos que estão em fase de adaptação são Teichmann e Lelê. Agora, é a hora de trabalhar mobilidade, flexibilidade”, comentou.

Audrei foi elogiado por Paulo Alberto de Paula, preparador físico da equipe (Foto: Orlando Bento / Minas Tênis Clube)Audrei é elogiado por Paulo Alberto de Paula, preparador físico da equipe (Foto: Orlando Bento / Minas Tênis Clube)