Pelo caminho

Camponesa/Minas sofre derrota do Sesc-RJ e se despede da Superliga



(Foto: Orlando Bento / Minas Tênis Clube)(Foto: Orlando Bento / Minas Tênis Clube)

Chegou ao fim a participação da Camponesa/Minas na Superliga Feminina 2017/18. Na tarde deste sábado (31/3), no Rio de Janeiro (RJ), a equipe minastenistas entrou na Jeunesse Arena precisando da vitória para continuar na disputa pela vaga na final da Superliga. O Sesc-RJ já tinha dois triunfos na série melhor de cinco jogos. Outro resultado positivo das donas da casa resultaria no avanço das cariocas e na eliminação da equipe comandada por Stefano Lavarini. E foi justamente isso o que aconteceu. Após uma hora e 50 minutos de jogo, o Sesc-RJ venceu o confronto por 3 sets a 1 (25/11, 21/25, 25/18 e 25/18), o que resultou na eliminação da equipe Camponesa/Minas da Superliga 2017/18. O troféu Viva Vôlei ficou com a central Juciely, do Sesc-RJ.

O jogo

O primeiro set não foi nada bom para a Camponesa/Minas. As minastenistas cometeram muitos erros. Assim, as donas da casa aproveitaram as falhas no jogo da Camponesa/Minas e venceram por 25 a 11.

No segundo set, as comandadas do técnico Stefano Lavarini tiveram melhor desempenho. Mais concentrada em quadra, a equipe Camponesa/Minas estava bem na defesa e aproveitava as oportunidades que tinha no ataque. Com grande atuação de Rosamaria, as minastenistas venceram o set por 25 a 21.

No terceiro set, a Camponesa/Minas voltou a cometer erros. Depois que o Sesc-RJ abriu vantagem no placar, as minastenistas não conseguiram fazer um jogo de recuperação. As donas da casa, então, venceram a parcial por 25 a 18.

No quarto set, a equipe Camponesa/Minas não conseguiu ser melhor que o adversário. O Sesc-RJ venceu a última parcial por 25 a 18, fechando o jogo por 3 sets a 1.

Com a palavra

“Essa emoção foi por tudo. Infelizmente, a gente terminou uma série em que a gente poderia ter jogado melhor, mas isso não apaga a temporada que nós fizemos. Nossa equipe fez uma grande temporada, conquistamos dois títulos importantes neste ano. Meu choro é por não ter conseguido ajudar minha equipe na fase mais importante do campeonato. Eu quero agradecer a todos e dar parabéns, porque, independentemente de não ter sido uma boa semifinal, foi uma boa temporada. Próxima temporada, é uma outra história” – central Carol Gattaz.  

Ficha técnica

Sesc-RJ:  Roberta, Juciely, Drussyla, Gabi, Mayhara, Monique e Fabi (líbero).
Técnico: Bernardo Rezende.

Camponesa/Minas: Macrís, Mara, Rosamaria, Pri Daroit, Mayany, Hooker e Léia (líbero).
Entraram: Newcombe, Geórgia e Natália.
Técnico: Stefano Lavarini.

Superliga – Semifinal
23/3 – Camponesa/Minas (2 x 3) Sesc-RJ – Arena MTC – Sportv
26/3 – Sesc-RJ (3 x 0) Camponesa/Minas – Jeunesse Arena (RJ) – Sportv
31/3 – Sesc-RJ (3 x 1) Camponesa/Minas – Jeunesse Arena (RJ) – Sportv e Rede TV!

Patrocinador: Leite Camponesa
Patrocinador: Embaré
Patrocinador: Localiza Hertz
Patrocinador: Newton Paiva
Fornecedor de Material Esportivo: Karine Lessa