Na raça!

Camponesa/Minas joga muito, vence o Genter Bauru e vai à semifinal



Por José Luiz Júnior

O Camponesa/Minas foi a Bauru (SP) e cumpriu o objetivo traçado. Em um jogo perfeito, as minastenistas bateram o Genter Vôlei Bauru, por 3 sets a 0. Como também venceu o primeiro jogo das quartas de final, em Belo Horizonte, o time mineiro garantiu vaga na semifinal da Superliga Feminina. As parciais do duelo, disputado do ginásio Panela de Pressão, nessa terça-feira, foram 25/22, 25/23 e 25/17. Mais uma vez, a norte-americana Hooker foi decisiva. Assim como no primeiro duelo, a oposta minastenista foi a maior pontuadora do jogo, com 20 pontos. Por ter feito uma partida impecável, a jogadora levou também o Troféu Viva Vôlei.

Oposta Hooker foi decisiva no jogo e marcou 20 pontos (Foto: GentVôlei Bauruer )Oposta Hooker é decisiva no jogo e marca 20 pontos (Foto: Divulgação / Genter Vôlei Bauru)

Agora, o time se prepara para a disputa da série melhor de cinco jogos da fase semifinal. O adversário será o Rexona-Sesc, que eliminou o Pinheiros nas quartas de final. As datas dos jogos serão definidas, ainda nesta semana, pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

Outros destaques
Quem também esteve muito bem no jogo dessa terça-feira foi a levantadora Naiane. Com boa distribuição de bolas, a jovem jogadora contribuiu bastante com o setor ofensivo do time. Jaqueline, Mara, Carol Gattaz e Rosamaria também foram fundamentáis para a classificação minastenista. Na defesa, a líbero Léia, sempre atenta, deu segurança.

Fala, professor...
“O primeiro objetivo foi alcançado. Tivemos um início de Superliga difícil, perdemos vários jogos e, aos poucos, melhoramos. Fizemos um segundo turno com uma campanha muito boa e, nas quartas de final, tivemos o confronto mais equilibrado, do quarto e do quinto colocado. No primeiro jogo, entramos em quadra sem ser muito agressivos e tivemos trabalho. Hoje, pedi muito disso ao time e, felizmente, a equipe conseguiu atacar mais. Agora, é virar a página e pensar no Rexona-Sesc. É o grande favorito, o time a ser batido, e não será fácil. Vamos trabalhar para tentar algo a mais na competição” - técnico Paulo Coco.

Como foi
O time da casa, com o apoio da torcida, começou com um volume maior no ataque. O Camponesa/Minas fez como o técnico Paulo Coco pediu, não se abateu com a pressão, virou o placar e fechou a primeira parcial em 25/22. No segundo set, muito equilíbrio dos dois lados. O Camponesa/Minas, porém, teve mais tranquilidade e aproveitou as chances que teve para fazer 2 sets a 0 (25/23). O terceiro set, foi bem mais tranquilo para as minastenistas. O time da casa se desesperou e cometeu algumas falhas. Com isso, o Camponesa/Minas se aproveitou para fechar o jogo em 3 sets a 0 (25/17).

Ficha técnica
Genter Vôlei Bauru:
 Bruna, Mari, Juma, Angélica, Mariana, Valquíria e Castillo (Líbero). Entraram: Daisy, Lyara, Rivera, Thaisinha, Carol. Técnico: Marcos Kwiek.
Camponesa/Minas: Naiane, Hooker, Mara, Carol Gattaz, Rosamaria, Jaque e Léia (líbero). Entraram: Karol Tormena, Fran e Pri Daroit. Técnico: Paulo Coco.
Árbitros: Sérgio Cantini (RJ) e Cláudio Siena (SP). Público: 1.873 torcedores.

Quartas de final
18/3 – Camponesa/Minas (3 x 2) Genter Vôlei Bauru – Arena Minas Tênis Clube
21/3 – Genter Vôlei Bauru (0 x 3) Camponesa/Minas – Bauru (SP)

Patrocinador: Leite Camponesa
Patrocinador: Embaré
Patrocinador: Solótica
Patrocinador: 
Localiza
Fornecedora de materiais esportivos: Ícone Sports

Fotos: Divulgação/Genter Vôlei Bauru