Na decisão

Camponesa/Minas bate Vôlei Nestlé e disputa a final da Copa Brasil



Por José Luiz Júnior

Campinas (SP) - Não foi fácil, mas o Camponesa/Minas está na final da Copa Brasil. O time derrotou, nessa sexta-feira, em Campinas, no interior de São Paulo, o Vôlei Nestlé, por 3 sets a 2 (27/29, 25/23, 27/29, 25/22 e 15/10). O duelo foi um verdadeiro teste para o coração e reuniu diversos nomes do vôlei brasileiro e internacional. Nas arquibancadas do ginásio do Taquaral, quase três mil torcedores vibraram muito com a espetacular vitória. Agora, neste sábado (28/1), às 21h, o time decidirá o título contra o Rexona-Sesc, atual campeão da competição, que venceu o Dentil/Praia Clube, de Uberlândia (MG), por 3 sets a 1, na preliminar.

Bloqueio do Camponesa/Minas parou o ataque adversário (Foto: Orlando Bento/Minas Tênis Clube)Bloqueio do Camponesa/Minas para ataque adversário (Foto: Orlando Bento / Minas Tênis Clube)

Os destaques
O grande nome do jogo foi o conjunto. O elenco inteiro do Camponesa/Minas ouviu as instruções do técnico Paulo Coco e teve muita frieza em momentos decisivos. A central Carol Gattaz, considerada a melhor em quadra, foi um verdadeiro paredão. A norte-americana Hooker mostrou a que veio. A Rainha Negra destruiu no jogo e comandou o ataque minastenista ao lado de Pri Daroit e Rosamaria, que tem sindo uma das principais pontuadoras da Superliga.

Em sintonia...
O bloqueio foi espetacular. Formado por Mara, Hooker e Carol Gattaz, o trio do Camponesa/Minas parou o ataque adversário em diversos momentos da partida. A segurança de Léia, no fundo de quadra, a tranquilidade de Naiane e Karine, na distribuição de bolas, e a técnica de Jaque, pela ponta, também foram fundamentais para a classificação.

Festa do torcedor
Parecia que o Camponesa/Minas estava em casa. Grande parte dos mais de três mil torcedores presentes ao ginásio do Taquaral entoou gritos de “Minas, Minas” e “Ooolê, olê, olê, oláááá... Minas, Minas” em praticamente todo o jogo. O canto da arquibancada empurrou o time em quadra e mostrou que a tradição do Minas ultrapassa fronteiras.

Com a palavra
“Foi um jogo difícil. E não será esquecido tão cedo. Tivemos tranquilidade em certos momentos do jogo e conseguimos vencer. Nosso grupo está muito forte. Somos 14 atletas, e sempre que vem alguém do banco, que ajuda o time. Hoje, perdíamos o jogo e, com calma, conseguimos reverter. Agora, é tentar descansar um pouco e focar no Rio de Janeiro, que é muito forte” - Pri Daroit, ponteira do Camponesa/Minas.

Ficha técnica
Vôlei Nestlé: 
Dani Lins, Malesevic, Bjelica, Gabi, Nati, Ana Beatriz e Camila Brait (líbero). Entraram: Clarisse, Paula Borgo, Carol Albuquerque, Saraelen. Técnico: Luizomar de Moura.
Camponesa/Minas:
 Naiane, Hooker, Mara, Carol Gattaz, Pri Daroit, Rosamaria e Léia (líbero). Entraram: Fran, Karol Tormena, Jaque, Karine. Técnico: Paulo Coco.
Árbitros: Paulo Beal, de Santa Catarina, e Gustavo Costa, de São Paulo.

Patrocinador: Leite Camponesa
Patrocinador: Embaré
Patrocinador: Solótica
Patrocinador: 
Localiza
Fornecedora de materiais esportivos: Ícone Sports

Fotos: Orlando Bento / Minas Tênis Clube