Superado

Mesmo diante do torcedor, Minas é derrotado pelo Juiz de Fora Vôlei



Por José Luiz Júnior

O Minas não teve sorte na tarde deste sábado (3/12). Na Arena Minas Tênis Clube, o time do técnico Nery Tambeiro foi derrotado pelo Juiz de Fora Vôlei, por 3 sets a 0. Mesmo com o apoio do torcedor, a equipe não conseguiu evitar o resultado negativo e, agora, busca a reabilitação na Superliga Masculina diante do Caramuru/Castro, na próxima quarta-feira (7/12), em Castro, no interior do Paraná.

Minas teve dificuldades para segurar o ataque do Juiz de Fora (Foto: Orlando Bento/Minas Tênis Clube)Minas tem dificuldades para segurar o ataque do Juiz de Fora Vôlei (Foto: Orlando Bento / Minas Tênis Clube)

As parciais do jogo deste sábado foram 26/24, 27/25 e 25/20. O ponteiro Thiago Vanole, o central Flávio e o oposto Bisset deram qualidade ao ataque minastenista, mas não conseguiram evitar a derrota em casa. Pelo Juiz de Fora, Bruno foi eleito o melhor em quadra e levou o Troféu Viva Vôlei. O público na Arena MTC foi de 575 torcedores.

O técnico Nery Tambeiro lamentou a resultado e disse que o time foi surpreendido pela equipe adversária. “O Juiz de Fora está embalado e conseguiu a quinta vitória. Temos três derrotas seguidas e nos sentimos na obrigação de vencer esse jogo. Só que fomos surpreendidos pela boa qualidade técnica do Juiz de Fora. Temos que analisar o que aconteceu e treinar para corrigir a falhas”, analisou o treinador minastenista.

Quando a bola subiu...

O jogo foi muito disputado. Minas e Juiz de Fora fizeram um clássico mineiro bem equilibrado. No primeiro set, os times fizeram a torcida ficar de pé na Arena MTC. A equipe minastenista esteve atenta e não cometeu erros. Por outro lado, o time da Zona da Mata soube se defender e, no fim do set, conseguiu a vantagem necessária para fechar o primeiro set: 26/24.

O segundo set foi ainda mais equilibrado. A equipe minastenista chegou a liderar o placar em certos momentos. O time de Juiz de Fora não desistiu, correu atrás e conseguiu, no fim, virar o placar para também vencer o segundo set: 27/25.

No terceiro set, o Minas esteve nervoso em quadra. Assim, cometeu algumas falhas no ataque e errou na recepção. O Juiz de Fora se manteve bem e conseguiu finalizar a partida: 25/20.

Homenagem

A tarde foi de homenagens na Arena. Minas e Juiz de Fora se posicionaram para a execução do Hino Nacional com faixas que lembravam as vítimas do acidente com o avião da Chapecoense. CLIQUE AQUI e veja como foi.

Minas: Gelinski, Mão, Bruno, Vanole, Flávio, Abouba e Rogerinho (líbero). Entraram: Carísio, Samuel, Mascarenhas, Honorato, Bisset, Matheus e Roque. Técnico: Nery Tambeiro. Juiz de Fora Vôlei: Rodrigo, Bruno, Raphael, Renan, Rômulo e Fábio Paes (líbero). Entraram: Dragon e Mendes. Técnico: Henrique Furtado. Árbitros: Marcos Sales e Neilo de Souza, ambos de Minas Gerais. Público: 575 torcedores.

Superliga Masculina

29/10 – Minas (3 x 1) Bento Vôlei/Isabela – Arena Minas Tênis Clube
5/11 – Montes Claros Vôlei (3 x 1) Minas – Montes Claros (MG)
12/11 – Minas (3 x 2) Sesi-SP – Arena Minas Tênis Clube
19/11 – Funvic/Taubaté (3 x 0) Minas – Taubaté (SP) 
24/11 – Minas (1 x 3) Vôlei Brasil Kirin – Arena Minas Tênis Clube 
26/11 – Sada Cruzeiro (3 x 1) Minas – Contagem (MG)
3/12 – Minas (0 x 3) JF Vôlei – Arena Minas Tênis Clube
7/12 – 20h – Caramuru/Castro x Minas – Castro (PR)
10/12 – 17h – Minas x Copel Telecom/Maringá Vôlei – Arena Minas Tênis Clube
17/12 – 18h – Lebes/Gedore/Canoas x Minas – Canoas (RS)
21/12 – 20h – Minas x São Bernardo Vôlei – Arena Minas Tênis Clube

Patrocinador: JAM Engenharia
Patrocinador: Hermes Pardini
Patrocinador: UniBH
Patrocinador: Localiza

Fornecedora de materiais esportivos: Ícone Sports

Fotos: Orlando Bento / Minas Tênis Clube