Entre os melhores

Judô minastenista encerra 2019 entre os mais fortes do Brasil



A equipe de judô do Minas Tênis Clube se destacou, mais uma vez, e encerrou 2019 entre as maiores potências do esporte brasileiro. Nessa semana, a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) anunciou o Top 10 dos clubes brasileiros, o Top 10 dos estados e o ranking nacional Sênior. O Minas aparece entre os melhores nas três categorias.

No ranking das 14 categorias da classe Sênior, quatro minastenistas aparecem em primeiro lugar. Amanda Lima (48kg), Sarah Bezerra (70kg), Guilherme Schimidt (81kg) e Juscelino Nascimento lideram suas respectivas categorias. Eles e os outros dez lideres ganharão como prêmio da CBJ uma convocação para representar o Brasil em uma das etapas do Circuito Mundial da Federação Internacional de Judô, em 2020. A Gestão de Alto Rendimento da confederação definirá, em breve, para qual evento cada atleta deve ir. A pontuação do ranking individual foi definida com base no Campeonato Brasileiro Sênior, Troféu Brasil Interclubes, Taça Brasil Sub-21, Brasileiro Regional, Copa Estadual, Campeonato Estadual e em uma competição internacional.

Campeão Brasileiro Sub-21, do Troféu Brasil de Judô e bronze no Mundial Júnior, o minastenista Guilherme Schimidt (81kg), é uma das grandes promessas do judô nacional. Para ele, o 2019 foi de afirmação e de amadurecimento para os próximos desafios. “Foi um ano muito bom para mim, pois tive a oportunidade de subir no pódio em todas as competições nacionais. Liderar o ranking significa que estou bem, mantendo uma constância. Estou focado para o próximo ano, brigar por uma vaga olímpica, focado no Grand Slam de Paris e no treinamento de Mittersill, em janeiro, para começar 2020 com tudo”, destaco o líder da categoria Meio-Médio, com 665 pontos. O minastenista, ainda, foi o campeão do reality "Ippon", da TV Globo, o que o credenciou para lutar o Grand Slam de Paris, em fevereiro.

Guilherme Schimidt foi um dos destaques do Minas na temporada 2019 (Foto: Orlando Bento/MTC)Guilherme Schimidt foi um dos destaques do Minas na temporada 2019 (Foto: Orlando Bento/MTC)

Na lista dos dez clubes com melhor desempenho no quadro geral de medalhas, o Minas ficou em segundo lugar. Foram computadas todas as medalhas conquistadas nas competições nacionais de judô organizadas pela CBJ, do Sub-18 ao Sênior. No total, os minastenistas conquistaram 93 medalhas, sendo 35 de ouro, 26 de prata e 32 de bronze. O melhor resultado foi no Campeonato Brasileiro Sênior, com sete ouros, três pratas e quatro bronze. O Instituto Reação foi o primeiro, com 113 medalhas (35 de ouro, 33 de prata e 45 de bronze). Em terceiro lugar, o Pinheiros conquistou 71 medalhas (31 ouros, 18 pratas e 22 bronzes).

No Top 10 dos estados brasileiros, Minas Gerais ficou em quarto lugar. A contagem somou os resultados das seleções estaduais nas competições nacionais Sub-18, Sub-21 e Sênior. Os mineiros conquistaram 128 medalhas, sendo 41 de ouro, 34 de prata e 53 de bronze. Em primeiro ficou São Paulo, com 165 de ouro, 132 de prata e 161 de bronze. Rio de Janeiro aparece na sequência, com 270 medalhas (93 ouros, 78 pratas e 99 bronzes). O Distrito Federal ficou em terceiro, com 140 medalhas conquistadas (44 de ouro, 30 de prata e 66 de bronze).

Patrocinador: 
Belo Dente

Siga as redes sociais oficiais da equipe de judô do Minas:
Facebook: 
/mtcesporte
Instagram: @mtcesporte