É semifinal!

Camponesa/Minas vence novamente o Fluminense e está na semifinal da Superliga

É semifinal!


Fotos: Ignácio Costa

No embalo da torcida presente na Arena MTC, a Camponesa/Minas fez um grande jogo e se classificou para a semifinal da Superliga Feminina 2017/18. O time minastenista venceu novamente o Fluminense, por 3 sets a 1 (25/22, 23/25, 25/15 e 25/23), e encerrou a série das quartas de final, já que havia vencido a partida no Rio de Janeiro, por 3 a 0. O jogo deste sábado foi bem disputado e levantou os 2.537 torcedores que estiveram nas arquibancadas. A tarde também foi de homenagens e marcou a despedida da levantadora Karine Guerra das quadras. Homenageada, a central Carol Gattaz anotou 20 pontos e ainda foi eleita a melhor em quadra, levando o Troféu Viva Vôlei. A maior pontuadora do jogo foi a oposta Hooker.

Agora, na semifinal, o time comandado pelo técnico Stefano Lavarini enfrenta o Sesc-RJ, em uma série de melhor de cinco. As datas e horários dos jogos ainda serão divulgados pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

“Foi um jogo que, graças a Deus, conseguimos a vitória. Foi um jogo bem mais difícil do que a primeira partida no Rio, sabíamos que o Fluminense ia vir com uma outra disposição dentro de quadra. Mas, conseguimos a vitória com muito suor. Agora, que venham as semifinais, que é uma série melhor de cinco. Esperamos a Arena lotada nesses jogos, vamos precisar muito do apoio do nosso torcedor”, afirmou Carol Gattaz.

Homenagens
A central Carol Gattaz recebeu uma placa da diretoria homenageando pelos 20 anos de carreira e por completar 150 jogos com a camisa minastenista. A jogadora defende o Clube há quatro temporadas e foi campeã da Superliga Metropolitana da Argentina, em 2017, do Final Four (Peru), do Campeonato Mineiro e do Campeonato Sul-Americano de 2018, sendo eleita a MVP da competição continental. Gattaz ainda recebeu uma camisa emoldurada com o seu nome e o número 150.

Antes do início da partida, foi respeitado um minuto de silêncio em homenagem póstuma a Bebeto de Freitas, ex-jogador e treinador e grande ícone do voleibol brasileiro. Todos da equipe Camponesa/Minas entraram em quadra com uma fita preta na camisa.

Carol Gattaz recebeu homenagem da diretoria minastenista

Despedida
A partida marcou a despedida da levantadora Karine Guerra das quadras. Grávida de quase sete meses do segundo filho, a jogadora decidiu se aposentar aos 39 anos. “É um orgulho. Quero agradecer aos meus pais, meu marido, minha família, minhas irmãs e todos que me apoiaram a vida inteira. Eu não queria parar, mas chega um momento que a gente sabe que tem que parar. Esse momento chegou. Eu estou muito feliz por tudo que Deus me proporcionou, tive muitas conquistas nesses últimos 15 anos, muito mais do que eu imaginava. Estou tendo a oportunidade de fechar a minha carreira no Minas Tênis Clube, que eu não tenho palavras para agradecer por tudo que esse clube fez e faz por mim todos os dias. Tenho certeza que eu fiz o melhor que eu pude, sempre”, afirmou emocionada.

Emocionada, Karine Guerra se despede das quadras

O jogo
A segunda partida entre Camponesa/Minas e Fluminense, pelas quartas de final, começou bem disputada. O time visitante chegou a liderar o placar, mas com bela atuação de Carol Gattaz na bola de china, o time minastenista virou o placar e segurou a vantagem até vencer o set por 25 a 22. Na segunda parcial, o Fluminense iniciou melhor e dominou as ações do jogo. As comandadas de Stefano Lavarini reagiram e tentaram reverter o placar, mas, no fim, a vitória ficou com as cariocas, por 25 a 23.

O terceiro set começou quente. Thaisinha errou o saque, e a torcida minastenista comemorou. A jogadora não gostou, reagiu provocando a torcida e levou o cartão amarelo. A partir daí, a torcida incendiou o jogo, e a Camponesa/Minas correspondeu em quadra, fechando a parcial em 25 a 15. No quarto set, o Fluminense veio para o tudo ou nada. A equipe carioca pressionou, mas as donas da casa souberam administrar a vantagem no placar para encerrar o set, por 25 a 23, e o jogo, por 3 a 1.  

Camponesa/Minas: Macrís, Hooker, Rosamaria, Sonja Newcombe, Carol Gattaz, Mara e Leia (líbero). Entraram: Karol Tormena, Pri Daroit e Georgia.  Técnico: Stefano Lavarini.

Fluminense: Giovana, Arianne, Michelle, Thaisinha, Lara, Letícia Hage e Sassá (líbero). Entraram: Renatinha, Jordane, Fernanda e Clarisse. Técnico: Hylmer Nascimento.

Superliga – quartas de final
10/3 – Fluminense (0 x 3) Camponesa/Minas – Rio de Janeiro (RJ) 
17/3 – Camponesa/Minas (3x1) Fluminense – Arena MTC


Patrocinador: Leite Camponesa
Patrocinador: Embaré
Patrocinador: Localiza Hertz
Patrocinador: Newton Paiva
Fornecedor de Material Esportivo: Karine Lessa