História

HISTÓRIA E GESTÃO

Fundado em 15 de novembro de 1935, o Minas é considerado um dos maiores e mais prósperos clubes sociodesportivos brasileiros. A gestão estratégica efetiva e a sólida condição financeira asseguram a evolução contínua do Clube.  No site do Clube encontram-se o Planejamento Estratégico, Mapa Estratégico, Indicadores Estratégicos, visão, missão, princípios, valores e políticas, validados pela Diretoria.  O principal indicador do sucesso da gestão do Minas é o Índice Geral de Positividade da Satisfação do Associado (IGPSA), que, de acordo com pesquisas de opinião dos sócios, realizadas semestralmente, é de 98,5% (avaliação geral). 

A Sede Social e o Prédio do Relógio do Minas I, inaugurados em 1937, são tombados pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Histórico de Belo Horizonte. 

Os poderes constituídos do Clube são Assembleia Geral de Sócios, Conselho Deliberativo, Diretoria, Comissão Fiscal e Comissões Permanentes. De acordo com a legislação federal vigente, conselheiros, diretores e membros de comissões são sócios e não recebem qualquer remuneração.

 

NÚMEROS EXPRESSIVOS

  • 15 de novembro de 1935 – fundação.
  • 454 mil m² de área (quatro clubes).
  • 81 mil sócios, sendo 27 mil cotistas (incluindo o Minas Náutico – subsidiário)
  • 3,031 milhões de acessos às Unidades/ano.
  • 0,84% de inadimplência (2017).
  • 1.182 funcionários Minas Tênis Clube
  • 183 funcionários Minas Tênis Náutico Clube
  • 1000 atletas federados, sendo 900 em formação.
  • 9 modalidades esportivas de alto rendimento.
  • 18 mil alunos nos cursos (esportes, complementares e academia).  
  • 22 modalidades de cursos.
  • 277 eventos culturais/ano – público 130 mil acessos.
  • 267 eventos sociais e de lazer/ano – público 102 mil acessos.
  • 46 empresas patrocinadoras/apoiadoras (Marketing e Negócios).
  • 44 empresas destinando recursos a projetos do Clube aprovados nas Leis de Incentivo Federal e Estadual.
  • Se fosse uma cidade mineira, o Minas seria a 36ª em arrecadação  e a 53ª no ranking de população. Fontes: Secretaria da Fazenda MG – dez/2017. Estimativa IBGE/2016.