Outra faixa

Evento reúne judocas de todas as idades na Arena Minas Tênis Clube

Outra faixa


A Arena do Minas Tênis Clube ficou lotada de judocas na Promoção de Faixas do 1º semestre de 2017, realizada na última quinta-feira, dia 6 de julho. Cento e setenta e um alunos e oito atletas, de diferentes níveis, fizeram a tradicional troca de faixas, entregue por pais e familiares. O evento foi marcado também por uma apresentação dos estudantes, por uma homenagem e pelo encontro entre gerações. Participaram da Promoção o presidente do Minas, Ricardo Vieira Santiago; o vice-presidente, Carlos Henrique Martins; o diretor de Educação, Frederico Luiz Mascarenhas; o diretor de Obras, José Cláudio Nogueira Vieira; o diretor Médico, Rodrigo Otávio Dias de Araújo, e a gerente de Educação, Flávia Rodrigues Rohlfs.

Na cerimônia, foi destacada a importância do esporte para a promoção do bem-estar, no desenvolvimento da confiança, da concentração e na lida com situações de sucesso e fracasso. A tradição do Clube no Judô foi lembrada também com menções dos principais títulos conquistados pelo Clube, como o Campeonato Mineiro, com as equipes Sub-11, Sub-13, Sub-15 e Sub-18; o Campeonato Panamericano Sub-21, que reconheceu Robson Penna, no início de julho de 2017, como vencedor; e também as conquistas da Equipe Sênior, com Mariana Silva, com a medalha de bronze do Grand Slam da Rússia, e Ketleyn Quadros, como vencedora do Grand Prix de Cancún.

Há dez anos, Luciano Côrrea, atleta do Minas desde 2000, conquistava o título de campeão mundial de Judô, no Rio de Janeiro. Para celebrar o momento, o vice-presidente do Minas, Carlos Henrique Martins, realizou a entrega simbólica da medalha e agradeceu ao atleta por sua dedicação, perseverança e participação no Clube.

Carlos Henrique saudou também os minastenistas e reforçou a importância da troca de faixas na vida dos esportistas. Em seu discurso, o vice-presidente se disse emocionado ao lembrar do momento de promoção com seus pais, quando praticava o esporte no Minas. “A importância do festival azul e branco é que é uma festa da família minastenista. É onde, realmente, os pais podem se aproximar dos seus filhos e criar uma relação que se torna inesquecível”, reforçou. 

Diferentes gerações

A promoção do esporte nos mais diferentes níveis e idades é uma das principais características do Judô. A atividade também proporciona momentos de interação com a família, além de unir gerações. Foi o caso de José Azevedo Borges, de 89 anos, conselheiro do Minas. Sentado em uma das cadeiras da Arena, ele observava, ao lado do filho, Ivan José Veiga Borges, o neto, Gabriel Borem Jorge, de 11 anos, participar da apresentação. Em seguida, foi a vez de Ivan, pai de Pedro Borem Jorge, de 9, entregar a faixa para o filho mais novo.  José contou que foi aluno do professor Albano Augusto Pinto Corrêa Filho, professor do Minas e precursor da modalidade em Minas Gerais. Já Ivan praticou Judô no Minas quando era criança.

Para o atleta Leonardo Lara Lopes, 18 anos, há um ano e meio na Equipe do Minas, a promoção da faixa marrom para a preta também foi especial. Nascido em Campinas, Leonardo veio para Belo Horizonte exclusivamente para compor a equipe de Judô no Clube. Praticante do esporte há 15 anos, ele reforça a importância do momento e da troca de experiências entre gerações. “Pegar minha graduação de faixa preta é um sonho desde criança. É uma felicidade muito grande, porque foi o Minas que me proporcionou isso. Sou grato aos meus sanseis, meus parceiros de treino e muito grato ao Luciano. Dividir o tatame com esses caras, todos os dias, é um prazer imenso”, conclui.