De virada

Hooker acaba com o jogo, e Camponesa/Minas larga na frente nas quartas



O Camponesa/Minas venceu a primeira partida das quartas de final da Superliga Feminina de Vôlei. Neste sábado, a equipe bateu o Genter Vôlei Bauru, por 3 sets a 2, de virada, parciais de 23/25, 21/25, 25/16, 25/22 e 15/10. Os mais de dois mil torcedores presentes à Arena Minas Tênis Clube vibraram muito com o show de raça e determinação apresentado pelas meninas minastenistas. Mesmo na dificuldade, a torcida sempre acreditou e apoiou o tempo inteiro. A norte-americana Hooker, com 32 pontos marcados, foi decisiva e levou, com merecimento o Troféu Viva Vôlei. O próximo encontro entre as duas equipes está marcado para a terça-feira, às 21h30, no ginásio Panela de Pressão, em Bauru, no interior de São Paulo.

Hooker se emociona ao falar com a torcida (Foto: Orlando Bento / Minas Tênis Clube)Hooker se emociona ao falar com a torcida (Foto: Orlando Bento / Minas Tênis Clube)

Força e emoção
Hooker tem, ao longo da Superliga, se destacado muito. Com muita força física, tem sido a principal alternativa para a levantadora, a jogadora da bola de segurança. Contra o Genter Vôlei Bauru, Hooker marcou 32 pontos, um número absurdo, prova da capacidade e da eficiência da atleta diante dos adversários. Ao fim da partida, Hooker, ao falar com o torcedor, se emocionou, chorou e agradeceu o apoio das arquibancadas.

Mudou o jogo
O início da partida foi muito complicado. As atacantes não se encontravam, o bloqueio não chegava no tempo certo, e a defesa tinha muitas dificuldades. Naiane, a levantadora titular, não conseguia encontrar as melhores alternativas. Foi quando o técnico Paulo Coco sacou do banco de reservas a levantadora Karine. Com experiência e vibração, ela soube distribuir melhor as bolas e foi muito responsável pela vitória minastenista.

Com a palavra...
“Naquele momento, precisava ter muita calma. Conquistei isso com maturidade. Soube perceber o jogo, saber a quem acionar. Saber que uma jogadora do nível da Hooker tem que ser usada. Conheço a Hooker de longa data e sei o quanto ela é importante para qualquer time no mundo. Tirei proveito disso, e conseguimos a vitória” – levantadora Karine.

“Estou muito feliz de estar no Minas, agradecida por essa torcida, que vibra e nos empurra. Sou muito grata e estou satisfeita com o rendimento desta noite” – oposta Hooker.

Ficha técnica
Camponesa/Minas:
Mara, Carol Gattaz, Naiane, Pri Daroit, Jaque, Hooker e Léia (líbero). Entraram: Fran, Karol Tórmena, Rosamaria e Karine Técnico: Paulo Coco.
Genter Vôlei Bauru: Thaís, Bruna, Juma, Angélica, Valquíria, Rivera e Castillo (líbero). Entraram: Arlene, Mariana, Lyara e Mari. Técnico: Marcos Kwiek.
Público: 2.057 pagantes.

Quartas de final

18/3 – Camponesa/Minas ( 3 x 2) Genter Vôlei Bauru – Arena Minas Tênis Clube
21/3 – 21h30 – Genter Vôlei Bauru x Camponesa/Minas – Bauru (SP)
25/3 (se necessário) – Camponesa/Minas x Genter Vôlei Bauru - Arena Minas Tênis Clube

Patrocinador: Leite Camponesa
Patrocinador: Embaré
Patrocinador: Solótica
Patrocinador: 
Localiza
Fornecedora de materiais esportivos: Ícone Sports

Fotos: Orlando Bento / Minas Tênis Clube


/* (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ //google_ad_client: "ca-pub-5192922362069023", //enable_page_level_ads: true });*/